sábado, 29 de abril de 2017

Seguir

O calor úmido,
A tarde escura,
A chuva,
A noite prematura,
Tudo isso despertam memórias,
Não sei se boas,
Não sei se ruins,
Nessa caminhada,
Vou seguindo,
Vou seguindo.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Definir!

O tempo,
O tempo que me consome,
O tempo que me permite ser,
Ser o que penso,
Ser o que sou?
E o que exatamente sou? ou não sou?
Cansei de tentar me definir,
Percebi que quando me defino me perco,
Tarefa inútil
Apenas o tempo pode colaborar,
Pode nos dar uma margem,
A definição de si, única é a morte,
Mas quero que esta fique longe por muito tempo,
Nesta manhã, traçarei um plano,
Ou simplesmente deixarei a vida acontecer
A seu próprio sabor...
Que o tempo me consuma,
Mas dele tirarei o maior aprendizado,
Viver é a maior felicidade,
Mais nada.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Infinito?

As flores desabrocham,
Ficam lindas
E depois murcham,
Assim surgem os frutos
Que crescem e amadurecem,
Para que uma coisa aconteça,
A outra muitas vezes
Tem que desaparecer,
Tudo tem um fim,
Nada é infinito.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Ainda bem

A gente adoece,
E melhora,
E chora
E rir,
A gente corre,
E pára
E reflete,
A gente é gente...
E aguarda sempre o melhor,
Ainda bem!

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Seguir

As vezes a gente que acertar,
Mas não sabe por onde começar,
O primeiro passo é sempre o mais importante,
Então a gente vai tateando no escuro,
Vai tropicando, caindo e levantando,
E quando menos se espera,
Estamos lá.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Manhã tropical

O sol e o calor do litoral,
Manhãs cálidas,
Sem brisa,
Cantam tantas aves,
E as árvores são tão belas,
Efêmera vida,
Doce poesia,
Porque amanhã,
Talvez durma na eternidade.

domingo, 2 de abril de 2017

Gripe

Domingo,
Manhã de chuva,
Nariz congestionado,
Dor no corpo,
Mal estar,
Nesse momento que lugar poderia ser perfeito?
Nenhum talvez.