sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Real

O que acontece agora podemos guardar por tuda nossa vida.
À primeira vez que ouvimos uma música,
Ou conhecemos alguém ou algo.
Viver é tudo isso... Possibilidades, encontros e realidade.
Quando não.... O que poderia.
E se tivesse sido diferente...
Mas a realidade é o que é e deve ser.
Assim aconteceu.

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Resposta

Quando estamos a sós, pensamos mais na vida.
A consciência está mais presente em nós.
Ultimamente, tenho pensado muito na vida,
Bom e esses dias são dias densos e profundos quando não 
conseguimos nos conectar com o mundo ao nosso redor.
E aí vem a pergunta como nos conhecermos nesse universo que pode nos deixar felizes?

Sabe lá, é noite. Um cão late lá fora.
Sinto-me cansado e quando estamos cansados ficamos indispostos.
Será o calor?
Não deve haver uma resposta...


terça-feira, 27 de setembro de 2016

Verão

Manhã bela quente e dourada,
Cantam as cigarras a chegado do verão,
As grandes árvores florescem lilás,
Frutificam docemente,
Canta a Tangara palmae de bico cheio,
Nas alturas sobre a copa onde o sol se esconde,
Solo e folhas secas,
Que linda e caliente estação,
Que maravilha que é o verão.

domingo, 25 de setembro de 2016

Estranho

O nosso corpo é o nosso ser.
Tenho pensado muito na vida.
Sei que sempre o faço, mas ultimamente ainda mais.
Na minha constituição como ser,
Tenho chegado à conclusões muito materialistas.
E como não chegarmos a tal conclusão?
O nosso envelhecimento não responderia?
A morte...
Ou seja nossa biologia.
Estranho isso.
Assim é.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Aprender a viver

O quarto, a porta que abro e fecho
Quando quero,
Quando posso,
Até quando?
Cuido de minha vida,
Cuido da casa
E agora de flores.
Até quando?
Falta carinho nas relações,
Falta viver a vida,
Tudo é tão superficial,
Tudo está ficando tão banal...

Precisamos aprender a viver.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

somA

Mais um dia, menos um dia.
Daqui a pouca adormeço e é sexta-feira.
Que bom...
À incerteza de tudo.
Esse ser presente no momento neste instante.
Sabe lá.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Desconfio

Penso... Penso. Vivo pensando, mas pensar... Deixa pra lá.
O mundo parece oco ou serei eu?
Dias contentes,
Dias felizes,
Já fui mais ou menos feliz, mas que isso importa?
Que importa é o agora e num desses agora partirei,
Partirá...
Nem perceberemos, ser unidade é isso, a impossibilidade de plenitude...
Foi o acaso que me fez.
Será que sou o que sou?
Desconfio que talvez.
Um dia descubro.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Nostalgia

Setembro,
As chuvas agora se foram,
Céu azul, árvores floridas e muito calor.
O ano de 2016 passa,
Vejo passar mais um ano em nossas vidas.
Secas folhas no chão,
Verde esperança.
Nem tudo está perdido,
A nostalgia toma conta de mim.

domingo, 18 de setembro de 2016

Escolher

Domingo,
Uma manhã ensolarada,
O silêncio e o latido canino,
O som do vento,
Tempo, tempo...
A dúvida sobre o que fazer,
Que escolha tomar
Ou não fazer nada...
Existir numa manhã dominical.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Por quê?

Entre rochas, entre espinhos pode florir flores perfumadas,
Flores perfeitas, maravilhosas.
Entre feras crescem tênues animais,
Porque entre nós, humanos não é possível fé?

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

MANHA

Uma flor,
A manhã,
A lua,
As estrelas,
Pássaros,
À luz do sol.
O mundo,
Frutos pelo chão,
Morcegos,
Marx...
O asfalto frio.
TUDO CONSTITUI O VIVER.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Ser

Quem somos?
E isso importa? Cada um é ímpar, mas subjetivo impossível.
O que importa é reconhecermos essa humanidade e nos aceitamos com todas as qualidades e todos os defeitos.
Cada dia que passa em minha vida, não tem sequer um em que não me pergunte quem sou.
As conclusões são cada vez mais claras... Sou um ser efêmero numa terra alheira e tudo que tenho é emprestado, meu corpo é como uma vela que se consome cotidianamente. Um dia vivido é um dia a menos.
Acho que por isso somos tão especiais.
Temos em nossas mãos uma decisão que pode mudar completamente o rumo de nossas vidas.

Mas como decidir qual é a melhor maneira de viver?

Qual é a melhor vida para ser vivida?

Nossas sensações, sentimentos são dualistas, dialéticos... Alegria x tristeza...

Qual é a melhor forma de viver essa vida efêmera?

Desde os gregos, talvez muito, muito antes deles já se pregava o "conheça a ti mesmo".

Talvez só assim reconheceremos nossos limites, e aceitemos a realidade e tentemos mudar a situação.

Mas isso são minhas divagações.

Quais são as suas?

Carpe dien

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

viver a vida

Cada instante da vida é precioso,
Pois sempre pode ser o último.
Todo instante é impar e é o que direciona o momento seguinte.
A gente muitas vezes quer cristalizar os momentos...
O máximo que podemos fazer é fotografar e assim revelar a beleza da vida.
Já chorou de emoção?
Num momento infinito... Talvez nunca sinta.
Só sei que queria congelar congelar algumas coisas...
Viver sempre junto dos pais e avós...
Mas o tempo e o vento tudo muda.
E o amanhã se revela real...
E acordamos experientes e solitários
Vividos, consumimos toda a vida sem perceber sua beleza
 Nunca é tarde para perceber e viver melhor.

Lentamente

Estação,
Estações,
Agora que o sol arde,
Faz muito calor,
Agora que conheço o sol uso protetor,
Uso sombrinha,
Tomo chá,
Já sei me cuidar,
Não dá pra ficar adoecendo à toa...
Chegou o verão,
Céu azul,
Flores brancas,
E a vida para ser vivida bem devagarinho.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Mortal

À noite faz silêncio,
Nenhuma ave a cantar,
Tu é escuro exceto o brilho das estrelas
Que faz descansar me preparar para o amanhã que virá.
Oculto está no destino a real possibilidade de acordar-me feliz.
Esse desconhecimento é o melhor conforto para minha mortalidade.

domingo, 4 de setembro de 2016

Preguiçoso

Domingo,
O sol nasce vivo e reina pleno no céu.
Venta,
Venta muito, um vento frouxo e fresco.
Através da cortina passa pouca luz.
Abro um livro, leio um pouco, penso.
Olho o celular
E fico passando o tempo.
Largo o celular...
Levanto,
Tomo café,
Tomo banho...
E volto a deitar.
E o tempo passa preguiçoso.

Bom então vou ouvir Nelson Gonçalves,
E ouço lindas canções.

Sinto-me sem casa na companhia de mamãe e papai.

sábado, 3 de setembro de 2016

Tempo

Momentos,
Momentos marcam nossas vidas...
São tantos os momentos,
Finitos, porém parecem infinitos...
Não temos noção ou precisão quanto tempo durará.
Hoje, amanhã...