quarta-feira, 30 de março de 2016

Linha

O tempo passa,
Passa apressado,
Como o vento o tempo não se deixa ver,
Só vemos as marcas em tudo impregnada,
Na face, na boca, no mundo
Que vai desgastando a gente
E quando percebemos, passou.
O amanhã virou ontem.
A existência pois que converte-se em inexistência.
Os  versos ficam, mas seu mentor segue para o infinito.
Enquanto compreendemos o mundo,
O tempo nos consome,
Custa tempo entender
E  quando entendemos,
Já temos que deixar de ser...

Nenhum comentário:

Postar um comentário