domingo, 20 de dezembro de 2015

Memória?

Passo,
Espaço,
Que buscar?
Caminhar sempre,
Seguir em frente,
O amanhã é muito incerto,
Uma canção,
Um aroma,
Um sabor,
Uma cor,
Um poema,
Uma memória,
Marcas de um passado,
Desbotado pelo tempo,
Pelo vento...
De que substância é feita nossa memória?

E tudo

Um lugar,
Novos hábitos,
O tempo,
O tempo,
As luas,
As estações,
O mesmo lugar,
Hábitos envelhecidos,
Toda essa construção,
Toda essa invenção,
Esse ser que é,
Que se transforma,
Velhos tempos,
O sol se põe,
E tudo desaparece pela noite,
E tudo reaparece pelo dia,
Tudo tão material,
E tudo passou.

Manhã perfeita

Uma manhã ensolarada,
O dia inteiro sem ter o que fazer por opção,
Livros, música, filmes,
A mata e a estrada que a corta,
O canto das aves,
O sol que imunda o mundo de luz,
Férias,
Um dia só seu,
Todo seu,
Que o imprevisto mal não te apareça,
Que tudo corra maravilhosa e perfeitamente bem.
Amém.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Dúvida

Algo suave como a brisa da noite,
Que nos faz sentir bem, mais alegres,
Algo realmente tênue,
Singelo como uma flor recém desabrochada,
Uma borboleta fresca,
Algo que tá para mudar,
Algo que acontece,
E nos faz ser.
Que será?

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Metafisica da noite

Dezembro,
Amanhã o mês descamba para o fim,
A noite já caiu,
Aos poucos a luz do dia se vai,
A sombra da noite cai
Acendendo a lua crescente,
Minhas rosas do deserto florescem,
Piscam as luzes de natal,
O tempo vai passando,
E a gente disperso,
Perdidos no cotidiano sem se ater ao todo.
E assim vivemos sem entender o sentido da vida,
Vai ver a vida não tem sentido nenhum.

domingo, 13 de dezembro de 2015

Metafísica dominical

Este universo que me constitui,
Que por inteiro me possui,
Ontem, hoje e quem sabe amanhã,
Passageiro, aventureiro,
Sigo os caminhos que são para eu trilhar,
Costumo observar as coisas,
Cada particularidade,
Cada objeto, cada canto,
Cada parte da matérias,
Que me diz a que vim aqui,
Quem sabe o propósito da vida?
Um filósofo?
Ou só aquele que vive,
Acho que só aquele que vive pode saber
O propósito de viver,
Rodar pelo mundo,
Girar em torno de uma ideia,
Ser útil, Ser bom, Ser altruísta,
Tudo passa por nossas mãos,
Tudo é nossa responsabilidade,
Ou quase tudo
Ou nada.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Segredo

Segredo,
Que? Vai me contar?
Não!?
Por quê não?
Fala!
Não?
Pensei que fosse amigo, mas não é.
Conta!
É sobre A? B? C? Y e Z?

Conta logo?
Não... Chato.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Espelho estelar

A noite,
Estrelas piscando,
O mundo girando,
O tempo passando,
Vento estelar,
Céu limpo,
Azul marinho,
Meu olhar,
Meu pensar,
Tantos olhares
Ocultos
Que poderiam se cruzar,
Mas que as estrelas não cuidam em revelar,
Oculto, oculta a noite permanece,
Ad infinutum.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Nossa senhora

Vô Sinhá, certamente se estivesse viva hoje rezaria um terço para nossa senhora da Conceição.
Acompanhei diversos anos sua fé e suas orações a Nossa senhora.
Assim como ela os pais dela e os avós dela que viveram alimentados pela fé e só através da fé conseguiram sobreviver num mundo de dificuldades materias, econômicas, sociais entre tantos adjetivos.
Sempre indo a capela de Nossa senhora da Conceição ver as missas, ouvir os sermões, batizar os filhos e netos e se despedir dos entes queridos.
Tantas coisas vividas, uma vida de tradição que já não é seguida, tudo agora se esvai.
E o que podemos fazer?
Vovó partiu, suas filhas não tem a mesma fé, nem eu sei se tenho.
Bom mas aqui uma reflexão cheia de saudades de vovó sinhá.

domingo, 6 de dezembro de 2015

Cascata

Sol,
Sal,
Céu
E mar,
A brisa,
Areia,
A umidade,
A vaidade,
O horizonte,
O tempo que passa,
Assim como a brisa,
Tudo se enlaça.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Depende

Um passo,
Curto espaço,
De cada vez,
A seu tempo,
Tudo passa,
Ultrapassa,
Infinita seta
Do tempo,
Que desconhecemos,
Não compreendemos,
Uma reflexão,
Um aforismo,
Um poema,
A crítica,
A emoção,
A razão,
A conclusão,
Tudo depende.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Fazer o melhor

Como é bom viver,
Ver o amanhecer,
Sentir o entardecer,
Como é bom está vivo,
Se sentir vivo,
Cheio de vida para viver,
E o que vier
Que venha,
É bom está pronto,
Ciente das possibilidades,
São tantas,
Mas esperança,
Sempre é hora de mudança,
Sempre é um bom momento para melhorar,
Ser diferente,
E só de saber que cada instante é único...
Que venha a vida,
Que venha o amanhã...
Vou fazer o melhor para ser feliz.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Hoje

Madrugada enluarada,
Canta feliz a passarada,
As estrelas vão se apagando,
A brisa da manhã passando,
As sombras são reveladas,
Canta, canta passarada.
E acordo para mais um dia,
Mais uma chance,
Mais uma vez,
Tudo é possibilidade hoje.