segunda-feira, 30 de abril de 2012

Mais nada

Céu azul,
numa tarde
pré-feriado,
as aves cantam
felizes.
Faz um calor e que calor...
E mais nada.

Sol

Sol, céu azul,
o céu tá tão limpo
tão azul.
O vento solto
leva folhas secas
para o além.
E a vida segue
limpa e azul.
Tudo blue.

domingo, 29 de abril de 2012

Mundo

Mundo vasto mundo,
mundo descrito por Drummond,
Mundo de Raimundo,
Tu se revela tão grande,
belo e indeterminado...
Mundo que como disse
Pessoa que o conquistávamos
antes de sair da cama,
mas levantávamos
e ele era opaco
e a terra inteira,
mas a via láctea.

Mundo.
Como o vejo?
Eu vejo a aurora,
vejo as flores desabrocharem
e percebo suas cores e odores,
eu vejo o meio dia,
Vejo a tarde cair lentamente,
verdejante ou cinzenta
e fico mirando
o crepúsculo no fim do dia
até chegar a noite estrelada.

O mundo.
Hoje vi fontes pulsando água,
jorrando águas que escorriam
leito abaixo.
Vi criança
gritando feliz...
Mundo com tantas faces,
tantos risos
e dentes.
Mundo.


sexta-feira, 27 de abril de 2012

Fotos

Memórias que me enchem de saudades.
Memórias que se acendem
através das fotografias.
Através das fotografias
vejo as reuniões com os amigos,
vejo os risos,
vejo alegria.
Conversas desgovernadas,
risos amigos...
Churrasco cheirando,
pão de alho,
vinagrete.
O Zé só toma Fanta Uva.
A Dani chega de vagar.
E o Marcelinho ri uma gargalhada.
A Lulu fala alto e a Ana me abraça
e me cheira.
A festa pra mim
acaba antes.
Vou dormir e não dou boa noite.
Fica tudo registrado na câmera do Gu.

Cerrado

No Cerrado quantas flores será que há?
Só Deus saberá, sei lá.
Sei que as flores do cerrado
são tão bonitas,
tão vivas e coloridas e perfumadas.
Também aqui há tanta luz.
O sol arde muito antes do meio dia.
Sei que no cerrado
a vida é poesia
e que a alegria
parece surgir a noite
com as estrelas,
porque de dia
tudo é sol e calor.
Mas aqui é um bom lugar.
E tem tantas flores
quanto o estrelas no céu há.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Sementes

As sementes são estruturas que protegem e nutrem o embrião até que estes possam fazer fotossíntese. As sementes permanecem em latência até que o ambiente esteja favorável para que o embrião se desenvolva.
As sementes precisam de solo úmido e fertil para germinar e desenvolve-se.
Nem todas as vezes as sementes germinam em um ambiente favorável, sendo assim quando não nascem em um bom ambiente, simplesmente elas morrem.
Nem toda semente tem sorte de germinar num ambiente favorável muito embora as condições pareçam.
Mas é preciso arriscar, pois podem permanecer latente por toda sua existência.
As vezes somos sementes em busca de um bom ambiente. Quem sabe o que nos aguarda pela frente.
Por isso o temor, portanto a fé é essencial, para que não germinemos num mundo
onde pouco possamos viver.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Descobrir

Acordar num outro lugar,
sair para ver o mundo,
ver novas pessoas,
novos ambientes.
Despertar para uma nova vida.
Quem sabe não encontramos
uma nova poesia?
ou se adaptamos ao novo lar.
Viver num outro lugar.
Viajar pelo mundo.

Saudades

Às vezes, sinto-me tão distante.
E agora que estou distante
do meu jardim,
da minha suposta casa.
Eu fecho os olhos
e vejo meu jardim,
eu vejo a rua Felizberto,
vejo o departamento de Biologia Vegetal,
eu vejo o RU e meus amigos...
Saldades povoam meu coração.

domingo, 22 de abril de 2012

Contínuo

A tarde cai suave como a brisa ao entrar pela janela.
Nada acontece na tarde de domingo.
Corpos cansados, cheios repousam
sobre camas, redes e sofás.
Ansiosos e exaustos aguardamos
a segunda
e mais nada.

sábado, 21 de abril de 2012

Tarde de chuva

Chuva com vento,
na tarde de sábado,
e tudo esfriou,
a tarde passou,
fria, fria...
As flores se desprenderam
das plantas e pintaram
o chão de amarelo e lilás.
A tarde passou
molhada e fria.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Nunca mais

A madrugada fria foi despertada
pelo canto do bem-ti-vi.
Aurora tingiu o céu de encarnado.
Quantas manhãs não vi o dia
se abrir no céu de Campinas,
agora nunca mais.
Verei outras manhãs,
outras madrugadas,
em outros céus,
aqui nunca mais.
Não ouvirei o cão latir,
o carro a aquecer o motor,
aqui nunca mais.
Amei,
muitos dias fui feliz
aqui,
agora não mais estarei aqui...

terça-feira, 17 de abril de 2012

Respeito

Quando nos ocupamos muito com nossas coisas esquecemos o mundo que há ao nosso redor. Não vemos a beleza revelada pelas cores, nem sentimos o perfume das flores.
Quando cremos que nossos objetivos são mais importantes que nos mesmos, chegamos a loucura de ignorar os outros.
Vive com respeito a si e aos outros.

Vida é poesia

A vida deve ser encarada com poesia,
tem que enfeitá-la com flores
para viver sempre perfumada
e bela.
Tem que ser forte, sensível
e persistente para tentar
ser feliz sempre.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Feito bicho

Mora em mim o silêncio da minha infância quando vivia feito ave provando os doces cajus, as doces goiabas, seriguelas, anonas entre muitas frutas maduras e doce. Mas não aprendi a cantar, nem mesmo a voar, só aprendi a provar das frutas. Aprendi a contemplar o vazio e o silêncio da natureza que passou a habitar o meu ser por não saber se expressar. Feito bicho, simplesmente existo.

domingo, 15 de abril de 2012

Sementes

Sementes caem no chão,
quando cai a chuva
e tudo banha,
as sementes germinam
e crescem
viram ervas
e enfeitam o campo
Enchem-nos de pasto...

sexta-feira, 13 de abril de 2012

As aves

Viva as aves livres para voar e povoar os seus.
As aves quando sob as árvores cantam
felizes com a alimento,
com o habitat,
com a vida.
Então cantam
para agradecer,
cantam por viver...

terça-feira, 10 de abril de 2012

A dor

Antes de ontem a noite não passou para mim. Durante todo o período daquela noite fiquei acordado com uma dor. Senti meu intestino vivo como nunca, doendo. Que somos nós diante da dor? De certo nada. A dor é uma sensação tão intensa que nos domina por completo e chaga a causar-nos traumas. A dor nos tornam frágeis e crentes, pois fazemos qualquer coisa para nos livrarmos dela. A manhã chegou e a dor não foi embora com a noite e fiquei o dia doente. Por mais simples que pareça a dor incomoda muito e tudo que queremos é deixarmos de senti-la.
E quando a dor passa tudo se apaga de nossa mente, ainda bem, porque uma noite sem dormir por causa de uma dor. Nos faz pensar melhor na vida.

sábado, 7 de abril de 2012

Impaciência

Que vazio,
a rua está silenciosa,
a casa vazia
e meu quarto mais ainda.
O silêncio chega a ecoar,
é um silêncio ensurdecedor.
Nada acontece.
Está muito quente,
que calor,
e não tem nada para fazer,
além daquilo que não
tenho a mínima vontade
de fazer.
Fico irritado,
qualquer coisa que come
queima em meu estômago,
que impaciência...

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Sexta

Hoje é sexta-feira de pascoa. Nunca vi noite tão vazia. Na rua nenhum carro passa, só a lua a alumia.
Faz um calor danado. Que sexta sinistra.

Ecoooo

Hoje, mandei minhas coisas embora. Meu quarto está vazio chega a fazer ecooooooooo.
Como é estranho o ecooooooo.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Procrestinar

Hoje, quinta-feira de páscoa, a manhã está tão agradável. Abri a janela e meu jardim está tão viçoso. Choveu na tarde de antes de ontem. Como aparei a água da chuva, aproveitei para regar as plantas. Depois que abri a janela do meu quarto mais cedo, meu quarto está mais arejado. Vez por outra aparece um sanhaço para comer a banana que sempre ponho sobre o muro à sombra da acácia. Agora mesmo tinha um casal. Enquanto tudo isso vai acontecendo ouço a rádio RNE que toca boas músicas clássicas. Agora mesmo, sinto falta de minha família reunida em Serrinha. Em manhãs como essa, costumávamos tomar café todos juntos, ver a missa. Ficávamos todos em casa. Meu pai não ia para a roça nem as meninas saiam de casa. Era muito bom. No almoço não comíamos carne vermelha, comíamos peixe. A noite tinha uma ceia. Na sexta jejuávamos, não comíamos nada. até o almoço. E hoje estou eu aqui só. Estudando para concurso. Quanto sacrifício para nada.  Onde estão os meus princípios, acho que perdi todos nessa ânsia pela busca do saber ou do ser. Não sabia que com o passar do tempo tudo se estreitaria tanto. O tempo é sempre muito pouco para tudo que tenho e quero fazer, às vezes só procrastino e mais nada...
Hoje é véspera de um dia santo e sigo feito um bruto na busca pelo capital. Talvez tenha tudo ou nada.
Ao menos tenho meu quarto e jardim para me trazer a realidade do nada, da vida e esquecer de tudo isso e mais nada.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Ansiedade

Os dias se arrastam quanto estamos ansiosos.
Nem percebemos nas belezas das flores
ou se quer saímos a noite para ver
a lua cheia. O silêncio da noite
nos convida para observa-la,
mas ficamos em nossos mundos
fechados com nossas ansiedades.
Hoje a lua tá tão linda
e chamativa.
Eu até tento, mas minha mente acha
que não tem tempo...
Ansiedade.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Que tem no jardim

Na minha casa fiz um jardim
e ofereci as plantas adubo e água,
as aves frutas doce.
Que seria de minha casa
se não fossem as flores do jardim
e o canto das aves?
É preciso dar para receber.
A acácia dou atenção
e ela me dá sombra e flores
e folhas. A acácia acha que
tenho que trabalhar para ela
pois meu jardim tem sempre folhas
secas que tenho que varrer
sem reclamar.
Tem uma opuntia de flores
vermelhas
que nunca atrai beija-flores
ao menos não vejo.
Tem uma nephrolepsis
que é bela e uma dichorisandra também.
Bem tem muitas coisas no meu jardim
e o que voce vê no seu?

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Manhãs frescas

A luz da manhã que alumia o meu quarto
enche meu jardim de alegria e viço.
Faz brilhar as folhas da alamanda
e faz refletir a beleza de todo o jardim.
E permanece por todo o dia
no meu quintal.
As manhãs são sempre frescas
graças a sombra de minha acácia.
Em poucos dias não terei
mais meu jardim.
Tu luz sempre estará aqui,
cuida de minhas plantas,
Sentirei saudades!
Sortudo será quem
aqui vir morar.
Bem tenho que aproveitar
a beleza do meu jardim
que tanto me fez e faz feliz.
Este mês será meu último
mês de amizade com
meu jardim...

domingo, 1 de abril de 2012

Fim de domingo

A noite cai e escurece meu quarto.
E fico assim só no escuro.
Nem uma ave cantando,
nada acontecendo.
No céu a lua e as estrelas
estão bem acessas,
o vento corre solto
pelas tuas vazias
é domingo.